Volume
Redes
Sociais
B M
Pode-se Passar Sem Deus?
23/12/2017 - 16h35 em Esboços e Estudos Bíblicos

Texto: Gênesis 1:1

Propósito geral: Alento.

Propósito específico: Demonstrar ao crente que Deus é o princípio e o fim de todas as coisas.

INTRODUÇÃO

Deus existe. A Palavra O declara sem discussões e preocupações de provar Sua existência. Deus está no princípio e no fim da Bíblia (Gn 1:1; Ap 22:19). Estava no princípio do mundo e estará na consumação dos séculos. 

 

TRANSIÇÃO: Quais as atitudes do homem em relação a Deus?

 

I - NEGAR A DEUS COM OS LÁBIOS - (At 17:27-28)

Luis XV adotou o slogan: “apres moi le déluge” (após mim, o dilúvio). Com isso queria dizer: “Pouco me importa o que aconteça, contando que consiga o que quero”. Muitas pessoas pensam assim. Alguns negam a Deus com os lábios (Sl 14:1; 53:1). 

Há também ateus por conveniência. Negam a Deus, mas no íntimo criam o seu deus. Não existem ateus de coração, mas por interesse, não por convicção. Na realidade os ateus guardam no fundo da alma o eco do divino. Voltaire, o príncipe dos ateus, filósofo do século XVIII, dizia: “Assombra-me o Universo, e eu crer procuro em vão, que exista tal relógio, e relojoeiro, não!”

 

II - NEGAR A DEUS COM AS AÇÕES - (Ef 5:3-6) 

Algumas pessoas trazem Deus em seus lábios, mas O negam com suas ações. Cristãos participam de atos mundanos. Praticam coisas contrárias a vontade de Deus. Somente se lembram de Deus quando precisam para defender seus interesses. São cristãos nominais. Tem vergonha. São desobedientes. Fazem as obras da carne (Gl 5:20-21). Estão sob a ira de Deus (Ef 2:2-3).

 

III - LÁBIOS E AÇÕES NA ADORAÇÃO A DEUS - (Rm 10:9-10)

Certo ateu afirmava que a crença em Deus é produto de superstição. Dizia ele que se uma criança fosse colocada,       desde o nascimento, em lugar onde nunca se falasse em Deus, ela nunca o admiraria. Para comprovar essa teoria, levou um menino recém-nascido para uma casa situada num lugar deserto. Ali receberia influência ateísta. O menino cresceu e, diariamente pela manhã, se dirigia a um determinado lugar. Intrigado decidiu segui-lo. Ficou surpreso ao ver o jovem com os olhos erguidos para o céu onde aparecia o sol e dizia: “Vai, ó astro supremo, e dize a teu criador que, embora eu não o conheça, eu o adoro.” Deus está em toda a parte. Negá-Lo seria negar a própria existência do homem. 

É necessárias duas atitudes em relação a Deus: confessar com a boca Jesus como Senhor e crer com o coração que Deus O ressuscitou dentre os mortos (Rm 10:9).

 

CONCLUSÃO

Deus é digno de adoração. É eterno. É onipresente. O mundo revela Deus, Sua majestade, Sua glória, Sua onisciência. A mensagem da natureza e do universo aponta para Deus. Devemos buscar a Deus diariamente. Invocá-Lo em Espírito e em verdade (Jo 4:23). O homem deve confessar como o salmista: “a minha alma anseia por ti, ó Deus! A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo” (Sl 42:1).  Devemos de todo o coração, com os lábios e com nossas ações adorar e louvar a Deus.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!